As chuteiras abertas da América Latina Archive

Sort Posts by:

Mantenha o respeito

O Sevilla pode esperar: hoje o assunto é Libertadores. E, pra falar do torneio, nada melhor do que o ótimo jogo entre Cruzeiro e San Lorenzo – duas das melhores equipes das Américas. O manual do senso comum previa vitória dos mineiros. Os pachequistas mais inflamados chegavam

Boteco da Champions: As Chuteiras Abertas da América Latina

Apesar das eliminações de Flamengo, Botafogo e Atlético Paranaense, o que se vê nos últimos ano é uma hegemonia brasileira na Libertadores. No entanto, o leitor que tem mais de 20 anos deve se lembrar que os times argentinos eram muito mais temidos e papavam todas as taças do torneio. Muito por

As chuteiras abertas da América Latina: Em ruínas

Se você assistiu aos últimos amistosos da Seleção brasileira, caro leitor, rapidamente entenderá do que eu estou falando. Porque seja sincero: você sentiu falta de alguma coisa em algum dos jogos da tal Copa Roca? Antes que você responda: não, não é de Messi que eu estou

As chuteiras abertas da América Latina: 110 anos em noventa minutos

110 anos de existência, diversos craques revelados, uma das maiores camisas do futebol argentino. Tudo isso posto em xeque em uma partida de noventa minutos. Essa é a situação atual do Club Atlético River Plate. O clube que fez uma temporada razoável e podia até estar na Libertadores.

As chuteiras abertas da América Latina – Quando a História se repete

Reza a lenda que, certa feita, pediram a Carlos Drummond de Andrade que declamasse um poema, qualquer que fosse. E, meio displiscente, o poeta decidiu surpreender. Ao invés de recitar “A flor e a náusea”, ou “Uma pedra no meio do caminho”, Drummond escalou na lata: “Dorval, Mengálvio,

As chuteiras abertas da América Latina: Entre o céu e o inferno

É fato: entender o sistema de rebaixamento do campeonato argentino é tão difícil quanto encontrar o Santo Graal. Por exemplo, veja só que interessante: a quatro partidas para o fim do torneio, o River Plate ainda tem boas chances de ser campeão. Por outro lado, o mesmo

As chuteiras abertas da América Latina: Muchas grácias, Titán!

Moreno, Sanfilippo, Batistuta, Valdano, Crespo. Uma coisa é certa: o futebol argentino sempre produziu grandes centro-avantes. E não é que, no fim de semana passado, mais um deles se aposentou? Seu nome? Martín Palermo, carinhosamente apelidado de El Titán por uma das torcidas mais fanáticas do mundo. Talvez

As chuteiras abertas da América Latina: Virou pó

5 de Setembro de 1993. Estádio Monumental de Nuñez. Ao ouvir o apito do uruguaio Ernesto Filippi, mais de 60 mil “hínchas” se levantam para aplaudir a seleção vitoriosa. Mas não é o que você está pensando, caro leitor: a “seleção vitoriosa” não era a Argentina. Na

As chuteiras abertas da América Latina: Manya de grandeza

Antes de tudo, é importante deixar duas coisas muito claras. Primeiro: o conteúdo desse texto não é recomendado para colorados. Segundo: não, caro leitor, o título do post não foi escrito em espanhol. Explico-me: “Manya” é um dos nomes pelos quais é conhecido o Club Atlético Peñarol