O melhor camisa 10 santista dos últimos tempos

Na partida que garantiu a liderança geral do Campeonato Paulista ao Santos, o ator principal, novamente, foi o camisa 10 do time alvinegro: Geuvânio.

O jogador deu mais duas assistências para os gols de Neto e Thiago Ribeiro, que decretaram a vitória do Santos no clássico diante do Palmeiras.

“Invenção” do ex-treinador da equipe santista Claudinei Oliveira, o meia, que já fora lateral-esquerdo, havia dado indícios no fim de 2013 que podia despontar neste ano. Caveirinha, como o atleta também é conhecido, foi titular nas últimas cinco partidas do time no Brasileirão, foi bem e ainda distribuiu duas assistências.

O ano de 2014 começou, Oswaldo de Oliveira chegou e, desde então, Geuvânio se tornou o mais eficiente camisa 10 santista, desde o espetacular Ganso de 2010. Sim, aquele que não existe mais!

Em apenas 14 jogos, o meia já fez seis gols e distribuiu dez assistências.  Neste último quesito, aliás, o jogador é líder isolado e disparado de todo o país.

Geuvânio Bandeja

Numa pequena comparação com os últimos donos absolutos da eterna camisa 10 santista, o atual detentor da peça já demonstra números muito melhores, de acordo com o site de estatísticas Footstats.net.

Em 2013, a vestimenta pertencia ao argentino Walter Montillo. O meia anotou ao todo naquele ano oito gols e 11 assistências. Ainda no ano passado, Ganso, atuando pelo São Paulo, teve números ainda mais modestos: quatro gols e 11 passes.

Ao comparar o rendimento de Ganso com Geuvânio apenas em 2014, a diferença é abissal: são cinco gols e oito assistências a mais para a conta do Caveirinha.

Com números tão expressivos, além de sua postura madura dentro das quatro linhas, pode-se dizer que Geuvânio ultrapassou a árdua linha “promessa/realidade” num tempo recorde.

O meia não é apenas uma realidade, mas como é o principal jogador do futebol paulista neste início de ano.